ABCEM

Notícias

Estrutura metálica reduz tempo de obra no complexo da lagoinha
07/04/2017 | Fonte: Usiminas

Usiminas Mecânica fornece as estruturas para a construção da nova pista do Viaduto Leste, na região central de Belo Horizonte

A Usiminas Mecânica iniciou a última fase do fornecimento das estruturas metálicas para a duplicação da alça de acesso do Viaduto Leste, parte do Complexo da Lagoinha, em Belo Horizonte. O diferencial do projeto, que será finalizado em junho na fábrica da companhia em Ipatinga, está na utilização de aço na composição das vigas, o que garante à obra mais leveza, velocidade de montagem e menor impacto ambiental. A duplicação é aguardada como melhoria fundamental para o trânsito na região, responsável pela ligação entre grandes corredores de tráfego da cidade. O empreendimento ganhará um elevado específico para ônibus e irá incluir uma pista exclusiva para o MOVE da Avenida Cristiano Machado em direção à Rua São Paulo e a sua interligação com a Avenida Antônio Carlos.

Contratado junto à Arteleste Construções, com o gerenciamento da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), o projeto soma mais de 1.800 toneladas de aço em estruturas. Uma das principais vantagens do uso do material, em substituição ao método tradicional de concreto, é a agilidade na execução da obra. As vigas são preparadas na planta da Usiminas Mecânica, em Ipatinga, ao mesmo tempo em que as fundações são construídas na capital. Após a conclusão da base, as peças chegam ao local prontas para serem montadas, de acordo com o andamento da obra. “Além de exigir um menor tempo de montagem, a estrutura metálica elimina a necessidade de construção de formas para o concreto e a própria etapa de construção das vigas no local, resultando em menor tempo de intervenção”, explica Sérgio Gandini, engenheiro da Usiminas Mecânica que gerencia o projeto.

O engenheiro conta, ainda, que o uso da estrutura metálica possibilita o planejamento do melhor horário para a entrega das partes, de modo a causar menor impacto no trânsito. “O material chega aos poucos, acompanhando a obra, e é imediatamente montado. Isso evita a necessidade de estoques, reduzindo o espaço ocupado. Em um ponto crítico para os deslocamentos em Belo Horizonte como o Complexo da Lagoinha, essa maior flexibilidade reduz o desconforto que uma obra de grande porte traz para a população”, avalia. Outro diferencial no uso das estruturas metálicas em relação às de concreto é ambiental, pois a geração de resíduos ou entulho no espaço é mínimo.

Amplo portfólio

O Viaduto Leste integra a vasta lista de obras com participação da Usiminas Mecânica, a maior fábrica de bens de capital do Brasil e uma das mais importantes da América Latina, com relevantes construções no setor de viadutos e pontes em todo o país e no exterior.

Em seu portfólio estão as pontes Juscelino Kubitschek, em Brasília (DF); da Passagem, em Vitória (ES); o Complexo Viário João Jorge Saad – Cebolinha (SP); dos viadutos Elpídio de Almeida, em Campina Grande (PB), e Hipercentro, também no Complexo da Lagoinha, em Belo Horizonte. A empresa também atuou na construção da ponte Hélio Serejo sobre o Rio Paraná, na divisa entre o Mato Grosso do Sul e São Paulo, em outra sobre o Rio Tocantins, ligando dos estados do Maranhão e Tocantins e em uma ponte sobre o rio das Ostras, no estado do Rio de Janeiro. Atualmente a empresa participa, ainda, da reforma da Ponte Hercílio Luz, de Florianópolis (SC) com a fabricação das barras de olhais.

No exterior, a Usiminas Mecânica se destacou nos Estados Unidos pela participação na reforma das pontes Bronx-Whitestone, em Nova York, e Bay Brigde, em São Francisco, na Califórnia, além de 11 pontes no estado da Virgínia. A Venezuela também contou com o trabalho da companhia na ponte sobre o rio Orinoco, um dos principais rios da América Latina.

Complexo da Lagoinha

As primeiras grandes obras do Complexo da Lagoinha foram concluídas nas décadas de 1970 e 1980, com o túnel Souza Lima e o complexo viário. Atualmente, o complexo é composto por quatro viadutos que interligam o Centro de Belo Horizonte e as regiões Leste e Oeste às avenidas Cristiano Machado, Antônio Carlos e Pedro II, por meio dos viadutos A, B, Leste e Oeste e o túnel Lagoinha-Concórdia (Souza Lima), que liga as zonas Sul, Leste, Oeste e Norte da cidade.


voltar
Twitter
Facebook

Compartilhe

Cursos ABCEM

Banner
Banner
Banner