Atenção

Fechar

Blog

Blog

Light Steel Framing: o modelo de construção flexível para todos os projetos ABCEM, 15/03/2021

O Light Steel Framing (LSF) é um sistema construtivo que utiliza perfis de aço como principal componente para formação estrutural dos edifícios. O método garante benefícios para profissionais, clientes e também para o meio ambiente.

A novidade desse novo modelo é a substituição da estrutura, normalmente formada de concreto armado, por aço galvanizado, o que possibilita redução de custos e ganho em tempo de obra. O LSF possui versatilidade em se adaptar aos mais diversos projetos e, assim, vem ganhando notoriedade na construção civil.

Além disso, a necessidade de tecnologias construtivas que garantem a sustentabilidade, geração de resíduos em baixa escala e redução no desperdício de materiais, colocam o modelo Light Steel Framing como ótima opção para os empreiteiros. 

Como funciona o sistema Light Steel Framing? 

O LSF foi idealizado tendo como referência a criação de painéis. Assim, são formados por perfis de aço montados paralelamente e fixados nas extremidades. A disposição estrutural das vigas que compõem o projeto permite uma exemplar distribuição da carga e elementos posteriores. 

Com a estrutura pronta, seu fechamento pode ser feito com laje seca ou úmida. A laje seca é composta por painéis de madeira ou placas cimentícias que se apoiam sob os perfis metálicos já existentes. Existem, ainda, modelos em drywall, que são placas de gesso pré-fabricadas, envoltas com papelão ou fibra de vidro, fixadas nas estruturas de aço. Já a laje úmida é composta por formas de aço preenchidas com concreto.

Feito isso, a etapa seguinte, de revestimento, garante o isolamento necessário para conter infiltrações, adequação das perdas térmicas entre o meio interno e externo e isolamento acústico. Por fim, são realizados os acabamentos internos definidos pelo projetista. 

Quais as principais vantagens do Light Steel Framing?

Como o próprio nome sugere, o LSF possui uma leveza característica, fato que contribui para o desenvolvimento do projeto. Outro ponto é a durabilidade da estrutura de aço, que pode chegar até 300 anos. Somado a isso, o steel frame proporciona, ainda, redução de custos a longo prazo, produtividade e ganho de área. 

  • Agilidade: com elementos pré-montados, o Light Steel Framing reduz o número de etapas da construção. As peças são compradas prontas para montagem e ligação entre elas. Uma obra que tem o steel frame como elemento estrutural garante facilidade com instalações elétricas, hidrossanitárias, entre outras. 
  • Redução de custos: comparado ao sistema convencional de concreto, o steel frame possui menor custo com materiais. A rapidez na execução do projeto também favorece um gasto menor com mão de obra.
  • Obra limpa e sustentável: as construções feitas por esse método reduzem a produção de lixo durante a execução. Por essa razão, o ambiente de trabalho permanece limpo, facilitando também outras etapas. Importante é que não se faz necessário o uso de recursos naturais, como água, para a execução do steel frame. 

No Brasil, o Light Steel Framing começou a ganhar força recentemente e já é aposta para profissionais que desejam alinhar inovação, baixo custo e sustentabilidade.  Quer se aprofundar nesse novo modelo de construção civil? A ABCEM promove o curso Básico de Light Steel Framing, de forma online, nos dias 16 e 18 de março. Aproveite essa oportunidade de conhecer mais sobre o sistema construtivo e garanta vantagens em suas obras. 


Voltar

Inscreva-se