Atenção

Fechar

Notícias

Notícias

Usina da Gerdau em Ouro Branco atinge marca de 100 milhões de toneladas de aço produzidos Assessoria de Imprensa da Gerdau, 08/02/2023

A usina de Ouro Branco, a maior unidade da Gerdau no mundo, atingiu, no dia 4 de janeiro, a marca histórica de 100 milhões de toneladas de aço bruto produzidos após 36 anos em operação. A produção na planta teve início em 1986 e, em 1997, foi adquirida pela Gerdau.

Para o diretor da usina Ouro Branco, Rafael Gambôa, a marca de 100 milhões de aço produzidos é muito significativa para todos que fazem parte da Gerdau. “Esse marco reforça a relevância da nossa usina para Minas Gerais e para o Brasil. Temos muito orgulho de ser a maior unidade da Gerdau no mundo e de contribuir para o desenvolvimento socioeconômico do estado em que estamos presentes”, afirma Gambôa.

Atualmente, a unidade tem uma capacidade instalada de 4,5 milhões de toneladas de aço liquido por ano, em uma planta de 10.000.000 m², que conta com mais de 8,5 mil colaboradores e produz variados produtos em aço, como placas, chapas grossas, blocos, bobinas laminadas, tarugos, perfis estruturais e fio-máquina, atendendo aos mercados de construção civil, automotivo, agrícola, energia, naval, ferroviário, entre outros.

Trabalhando na unidade desde 1986, o gerente técnico de aciaria Edson Geraldo Silva se lembra de quando a produção de aço teve início na planta e celebra a marca histórica. “Cheguei como técnico de manutenção de computador, função que não existe mais e passei por várias outras que também já foram extintas. Só tenho a agradecer a Gerdau pela oportunidade de fazer parte dessa história”, destaca. “As chances que eu tive aqui foram muito grandes. Me desenvolver e fazer aquilo que estava além do que eu esperava é motivo de muito orgulho”, completa Silva.

Ao longo dos anos, a usina de Ouro Branco foi se modernizando por meio de investimentos em sua jornada de transformação digital e em iniciativas da Indústria 4.0, bem como em melhorias das práticas ambientais e de segurança. A unidade possui, por exemplo, um centro de monitoramento de última geração, onde são monitorados os principais ativos/equipamentos estratégicos para a operação das usinas no Brasil, utilizando modelos de inteligência artificial de forma preditiva, antecipando possíveis problemas que venham a ocorrer.

Para o gerente geral da aciaria, Marcelo Gonçalves, é motivo de muito orgulho participar desse marco da usina de Ouro Branco. “É fascinante imaginar o quanto esse aço impactou positivamente à sociedade. Estamos em um momento especial de segurança e cuidados com as pessoas, assim esse resultado histórico fica ainda mais emocionante”, destaca Gonçalves.

Fonte e fotos: Assessoria de Imprensa da Gerdau


Voltar

Leia mais:

Notícias

Notícias

Inscreva-se

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.