Atenção

Fechar

Biblioteca Digital

Normas Técnicas

ABNT NBR 16694:2020 Projetos de pontes rodoviárias de aço e mistas de aço e concreto.

Revista Construção Metálica

Edição 1

Edição: 1

Confira a primeira edição da revista Construção Metálica, publicada em 1991. 

Normas Técnicas

ABNT NBR 16775:2020 Estruturas de aço, estruturas mistas de aço e concreto, coberturas e fechamentos de aço - Gestão dos processos de projeto, fabricação e montagem - Requisitos.

Artigos

Compreendendo Facilmente o Sistema Lean

Artigos

Instituto Moreira Salles – Av. Paulista Veja como os aços estruturais com Nióbio ajudaram a solucionar aspectos complexos de design de um novo museu na cidade de São Paulo.

Publicações ABCEM

Cenário dos Fabricantes do Setor de Aço 2019 Clique aqui e confira as Pesquisas de 2019 diretamente pelo site do CBCA.

Artigos

Comparativo entre sistema construtivo em Painel metálico Isotérmico x Alvenaria www.isoeste.com.br

Publicações ABCEM

Cenário dos Fabricantes de Telhas de Aço e Steel Deck 2018
Cenário dos Fabricantes de Telhas de Aço e Steel Deck 2018 Foram elencadas 124 empresas das quais 9 não fabricam, 6 mudaram de setor, 2 optaram por não participar. Dessa forma, a amostra foi constituída por 107 empresas. 92 empresas produzem somente telha de aço, 2 empresa produzem somente steel deck e 13 fabricam telhas e steel deck. Faturamento bruto estimado de 3,1 bilhões de reais. Considerando-se o faturamento bruto anual, e adotando-se a classificação BNDES, 3% são microempresas, 28% são de pequeno porte, 67% de médio porte, 2% de grande porte. Em termos de produção, a região Sudeste representa 56% do total, tendo o Estado de São Paulo quase metade da produção. 482,7 mil toneladas produzidas de telhas de aço e steel deck, 917 mil toneladas de capacidade produtiva com 13,7 mil colaboradores. Considerando-se a quantidade de colaboradores e o critério SEBRAE, 14% das empresas são de microempresas, 55% são de pequeno porte, 26% são de médio porte, 5% são de grande porte. Telhas trapezoidais e/ou onduladas representam 63% da produção mas as telhas termoacústicas estão apresentando maior crescimento (33% em 2016/2015; 21% em 2017/2016). Obras industriais e comerciais são as mais competitivas, devido à praticidade, rapidez na execução e estanqueidade que o sistema oferece. Na visão dos fabricantes, a falta de valorização da qualidade do produto e o baixo volume de obras são os principais fatores que dificultam o crescimento do setor. Primeiro ano da pesquisa foi 2013, com ano base 2012. Veja aqui as empresas que autorizam a divulgação da Razão Social e CNPJ.

Publicações ABCEM

Cenário dos Fabricantes de Estruturas de Aço 2018
Cenário dos Fabricantes de Estruturas de Aço 2018 Foram elencadas 306 empresas, das quais 14 não quiseram participar, 7 fecharam e 26 não produzem ou não foram localizadas. Portanto, a amostra foi constituída por 259 empresas. Faturamento bruto estimado de 4,4 bilhões de reais. Considerando-se o faturamento bruto anual, e adotando-se a classificação BNDES, 51% das empresas são de micro e pequeno porte, 48% de médio porte, 1% de grande porte. Todas as regiões do país possuem fabricantes de estruturas. A região Sudeste concentra 56% do total e a região Sul, 24%. 697 mil toneladas produzidas, 1,7 milhão de toneladas de capacidade produtiva com 25 mil colaboradores. O índice de ocupação de 41% é o mais baixo observado nas pesquisas de fabricantes desde 2012. Considerando-se a quantidade de colaboradores e o critério SEBRAE, 72% das empresas são de micro e pequeno porte, 25% são de médio porte, 3% são de grande porte. Em relação à destinação do volume de estruturas produzidas, obras de maior porte, como industriais, energia e infraestrutura, representam juntas 82%, 13% comerciais e 5% residencial. Na visão dos fabricantes, o principal fator que dificulta o crescimento das empresas é o baixo volume de obras devido à conjuntura econômica. Primeiro ano da pesquisa foi 2012, com ano base 2011. Veja aqui as empresas que autorizam a divulgação da Razão Social e CNPJ.

Publicações ABCEM

Cenário dos Fabricantes de Perfis Galvanizados para Light Steel Frame e Drywall 2018
Cenário dos Fabricantes de Perfis Galvanizados para Light Steel Frame e Drywall 2018 39 empresas elencadas, 10 mudaram de setor ou encerraram atividades, 2 optaram por não participar. Dessa forma, a amostra foi constituída por 27 empresas. 13 produzem perfis para drywall e LSF, 7 produzem perfis LSF e 7 produzem perfis drywall com faturamento bruto estimado total de 275 milhões de reais. Considerando-se o faturamento bruto anual, 15% são microempresas (até R$1,5 milhão), 37% são de pequeno porte (>R$1,5 a R$5 milhões), 22% de médio porte (>R$5 a R$10 milhões), 26% de grande porte (>R$10 milhões). Quase 2/3 dos fabricantes de perfis para drywall estão na região Sudeste. A concentração no Sudeste é de 60% no caso dos perfis de LSF e de 65% no caso de perfis drywall. 59 mil toneladas produzidas sendo 44,9 mil toneladas de perfis drywall e 14,1 mil toneladas de perfis LSF. Capacidade produtiva de 69 mil toneladas de perfis LSF e 156 mil toneladas de perfis drywall. Utilizada menos de 1/3 da capacidade produtiva para atender a demanda do ano devido a poucos investimentos em obras. O processo de fabricação envolveu 2,8 mil colaboradores, 34% em empresas com menos do que 20 colaboradores, 7% em empresas de 21 a 40 colaboradores, 59% em empresas com mais de 40 colaboradores. 60% da produção de LSF foram destinados a uso residencial. 44% da produção de perfis para drywall foram empregados principalmente em obras comerciais. Na visão das empresas fabricantes de perfis galvanizados para drywall e para LSF, o baixo volume de obras em função da situação político econômica do país é o principal fator que dificulta o crescimento do setor. Primeiro ano da pesquisa foi 2014, com ano base 2013. Veja aqui as empresas que autorizam a divulgação da Razão Social e CNPJ.
1 2 3 4 5 >>

Inscreva-se